domingo, 18 de janeiro de 2009

AS CORES A AS PROMESSAS

O violeta flutua cinza é o céu
Facilitará a correção da postura
O verde veste-se maçã é serpente
Algum movimento no quarto ao lado

Branco e preto empatam no xadrez
Quem retém o mundo se perde
O vermelho proporciona ao vestido
O eterno abrir e fechar do zíper

Escuro o azul tece todas as noites
Deixa exposto a imponência do sonho
O lilás...ária da rainha da noite

A velha cor da janela atingirá
A rosa-dos-ventos de seus encantos
O amarelo o elo a alvorada alheia.

(Em breve o drama surrealista "O Flutuante e os Hebdomadários")

Um comentário:

no one :~ disse...

perfeito... ! *.*